Estupida, eu?

Camila Coutinho sempre foi referencia de moda ou de business women pra mim, no mês passado (dia 27 de abril) ela (finalmente!) lançou seu livro pra falar sobre os 12 anos de carreira.

Com uma linguagem informal e bem descontraída Camila conta tudo como se estivesse contando para alguma amiga mesmo, ela vai desde o inicio da carreira quando criou o Garotas Estupidas pra se divertir com algumas amigas e falar sobre celebridades até os dias atuais relembrando vários trabalhos marcantes. Uma das coisas que eu acho mais interessante nesse livro é ver Camila contando sobre crescimento profissional e lembrar que eu (como leitora do GE a muito tempo! rs) acompanhei o crescimento pessoal dela também, é bom ver alguém que trabalhou muito e investiu na carreira tendo todos esse retorno positivo. Mas acho que a minha coisa favorita desse livro é que Camila é direta! Do tipo que fala na lata mesmo, sabe? Ela falou sobre algumas situações meio constrangedoras, sobre o divorcio e ate mandou na lata o valor que pagou pelo nome no instagram #sincerona e acho que a parte que eu mais gostei foi mesmo quando ela falou sobre os haters e como lida com eles achei genial e já estou adotando pra vida as dicas dela.

Pra quem acha que blogueira só escreve moda está muito enganado, Camila da um show de dicas pra usar na vida profissional ou pessoal e faz isso com bom humor num livro muito original, bem feito e com umas fotos lindas!

Espero que tenham gostado da dica de livro, se você já leu ou quer ler me conta aqui nos comentários ok? Até o próximo post!

Anúncios

5 Motivos para ver: The Marvelous Mrs.Maisel

Fazia muito tempo que não vinha aqui escrever um pouquinho né? Trabalho e estudos estão tomando meu tempo mas cá estou por que tinha que compartilhar essa preciosidade com vocês., uma série tão boa que eu quis vir correndo escrever!! Ok pra começar essa série é da Amazon Prime concorrente da nossa querida Netflix, eu assinei recentemente só pra ver no que dava e estou gostando.

1- O elenco- nossa os atores fazem toda a diferença num filme ou série né? E nesse caso aqui acho que eles foram muito felizes na escolha dos atores Tony Shalhoub, Marin Hinkle, Rachel Brosnahan, Alex Borstein entre outros e ninguém deixa a desejar!

2-Tem bons personagens: essa série mostra a personagem principal como uma mulher perdida mas ao mesmo tempo ela é decidida, não chega a ser feminista não tem tanto engajamento pois se passa nos anos 50 e as coisas eram diferentes, mas mostra uma mulher que decide continuar a vida mesmo sem marido, é só uma mulher decidindo o que é melhor pra ela.

3-Muito engraçada: nem lembro qual foi a ultima série que eu vi e ri tanto quanto essa, sério não tem. Midge, a personagem principal, faz graça com a própria desgraça e nos lembra que rir é o melhor remédio mesmo que você tenha que rir de si mesma.

4-Rachel Brosnahan: sim eu já mencionei o elenco mas o que Rachel faz é demais, ela tem um talento gigante pra comedia. Não sei explicar mas ela tem esse timing sabe? Ela consegue contar uma piada sem parecer que foi pensado, ela fazer parecer que foi um improviso natural, e olha são piadas muito boas!

5-É curta: não sei se isso é necessariamente bom, mas no meu caso foi ando sem tempo e 8 episódios de menos de uma hora foram ótimos pra aliviar a tensão do dia a dia. Ter episódios curtos (que eu posso ver durante meu horário de almoço hehehe) é bom mas não quer dizer que a série tem que ser curta também muito pelo contrario, já estou a espera da próxima temporada!

“Se formar na faculdade, arranjar um marido, ter duas ou três crianças e um apartamento em Manhattan elegante o bastante para oferecer os melhores jantares de Yom Kippur, Miriam “Midge” Maisel (Rachel Brosnahan) não queria muito mais que isso. Mas a vida apronta para a jovem, e ela precisa depender do que mais consegue fazer bem. E a diferença entre dona-de-casa de elite e comediante stand-up num barzinho de hipsters não é tão assustadora assim.”

Amazon ainda está dando os primeiro passos eu diria, já existe conteúdo produzido por eles e por enquanto eu gostei do que eu vi e outra vantagem são os valores nos 6 primeiros meses você só paga R$7,90 por mês e depois R$14,90 achi um precinho bom viu? Ai você me pergunta “vale a pena então trocar a Netflix pelo Amazon Prime?” e eu te respondo: não, o catalogo da Netflix ainda é maior e tem as séries que são produzidas por eles que são muito boas e vocês só vão encontrar lá, por enquanto eu vou ficar com os dois por que eu realmente acho que a Amazon ainda vai surpreender com as séries originais e eu gosto de ter opções. Espero que gostem da dica vejo vocês no próximo post! 🙂

Metas de 2018!!

Não tem jeito todo inicio de ano a gente faz uma retrospectiva do ano passado e já começa a fazer planos para o ano que está chegando, é assim com quase todo mundo e comigo não foi diferente. Eu sou dessas que quer abraçar o mundo e fazer tudo de uma vez e eu sei que não vou conseguir então eu criei metas reais pra mim que eu sei que consigo e que acho importantes, ano passado também falei sobre metas e eu fiquei muito feliz de ver que consegui cumprir muitas delas espero conseguir todas esse ano também.

2018

A minha principal meta acho que é voltar a estudar, eu já estou me preparando pra isso por que vou ter que me organizar bastante para conciliar trabalho com estudos, mas vai das certo! A minha segunda meta é cuidar aqui do blog eu dei uma parada no ano passado e quase não postei, eu tenho muitos posts prontos mas to revendo tudo que eu quero colocar aqui, por que meu espaço tem que refletir sobre mim e as coisas que eu gosto e naquele momento eu era só trabalho. Outra coisa que eu quero muuuito voltar a fazer como eu fazia antes é ler, ai tem duas meninas muito queridas que fizeram indicações, a primeira é a Mel do Serendipity que compartilhou a TBR dela num vídeo muito fofo com 10 livrinhos lindos que deu muita vontade de ler e a segunda é a Anna do Pausa Para um Café que criou o Desafio do Pausa e são 12 livros bem diferentes do que eu costumo ler mas eu gostei muito da proposta dela e vai me fazer sair da zona de conforto e me fazer descobrir coisas novas então eu to bem animada.

Por enquanto é isso ai pessoal essa são as minhas mini metas pra 2018, espero que tenham curtido e eu vejo vocês no próximo post! 🙂

Amorzices! <3

img_0303
Imagem aleatória porem fofa! @NewPop

Mês passado eu li no blog da Mel sobre o projeto Amorzices. Já deu pra perceber que eu dei uma abandonada no blog né? E o texto dela me fez refletir um pouquinho sobre o porque de eu ter deixado essa parte de lado, tem uma parte do texto que ela reflete sobre os muitos Blogs que apareceram depois que as pessoas perceberam que era possível monetizar um espaço na internet e era possível ganhar dinheiro sem sair de casa. Muitos Blogs usavam as mesmas fórmulas isso acabou deixando muito conteúdo vazio de tanto consumir conteúdo vazio eu meio que estava produzindo isso também sabe? Meu blog não tinha mais a minha cara e eu parei de escrever parei de fazer uma das coisas que eu mais gostava de fazer sem saber por que tinha parado. A verdade é que a blogsfera mudou muito e teve um boom enorme e agora já não é mais tão grande quanto era antes isso meio que desanima um pouquinho e ver que o monte de gente legal parou de blogar é outra coisa que me deixa meio desanimada parece galera que produz um conteúdo legal e tem um trabalhão não tem tanto reconhecimento quanto a galera que faz um conteúdo meio padronizado sabe? Então eu decidi voltar a ativa por que escrever me faz bem só que dessa vez vou ir escrevendo aí sobre o que me der vontade, por que eu acredito que a blogosfera ainda poder ser um espaço muito legal e positivo pra compartilhar conteúdo, ideias, dicas e o que mais fizer a gente feliz! Aproveitando que estamos falando de amorzices vale dar uma lida nos blogs maravilhosos das criados do projeto (Mel, Maki e Loma <3), só conteúdo bacana tem que ver!

Até o próximo post!! 😉

#Dica Rápida: Óleo Esfoliante Festiz

Mais uma dica bem rapidez por aqui, essa semana chegou a minha Box da Beauty e nela veio um óleo esfoliante e eu fiquei bem curiosa por que todos os  esfoliantes que eu já testei sempre eram gel ou creme, mas óleo era novidade pra mim. Esse produto é de uma linha chamada Festiz que é do mesmo grupo da The Beauty Box por isso você só encontras os produtos da Festiz por lá e os preços são medianos eu diria não tem nada baratinho, mas também nada com valor exorbitante.

O que tá escrito na embalagem: “O Óleo Esfoliante renova e purifica a pele. Sua fórmula faz uma festa em dose dupla: esfolia suavemente e hidrata profundamente. A pele fica com toque aveludado e perfumada com uma fragrância floral frutal chamada Vibração da Framboesa e Baunilha.” Bom pra começar o cheiro é mesmo muito bom, as bolinhas que fazem a esfoliação são bem pequenas e parecem até de esfoliante facial, mas isso é bom por que assim não machuca, sobre a textura num primeiro momento parece um gel mas depois que você aplica dá pra sentir o óleo na pele achei isso o máximo por que assim que termina a aplicação não precisa hidratar por que o óleo já tá ali pra isso! E depois a pele realmente fica com aquele toque aveludado, eu realmente gostei desse produto agora sobre o preço a minha embalagem tem 50ml e custa R$29,90 achei um pouquinho salgado mas é realmente um produto de qualidade então acho que a embalagem de 100ml por 49,90 vale mais o custo beneficio. 

Bom essa foi a dica de hoje espero que tenham gostado, qualquer duvida ou sugestão é só me deixar um comentário ok? Até o próximo post!

#BookLoverDay: A Pilha da Vergonha

Hoje eu vi uma galera falando no twitter sobre o #bookloversday e eu pensei por que não compartilha uma listinha interessante lá no blog? Então cá estou mas antes de tudo vamos explicar o titulo deste belo post não é mesmo? O que seria uma pilha da vergonha? Bom eu não sei vocês mas eu sou do tipo que compra mais livros do que da conta de ler (é mais forte do que eu!!) inclusive esses dias eu cobri que os japoneses tem uma palavra pra isso é Tsundoku eu acho me corrija se eu estiver errada enfim o fato é que eu acabo acumulando todos os que eu ainda não li numa gigantesca pilha dai vem o nome de pilha da vergonha, que no caso devia ser falta de vergonha na cara por que não to dando conta nem dos que eu tenho e ainda compro mais mas vamos deixar na forma mais simplificada mesmo. Enfim brincadeiras a parte eu só vou compartilhar com vocês alguns livros muito interessantes, então vamos ao que interessa!

EMAGUASSOMBRIAS

Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã. Jules não atendeu o telefone e simplesmente ignorou seu apelo por ajuda. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás.
Mas Jules está com medo. Com um medo visceral. De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos…
Com a mesma escrita frenética e a mesma noção precisa dos instintos humanos que cativaram milhões de leitores ao redor do mundo em seu explosivo livro de estreia, A garota no trem, Paula Hawkins nos presenteia com uma leitura vigorosa e que supera quaisquer expectativas, partindo das histórias que contamos sobre nosso passado e do poder que elas têm de destruir a vida que levamos no presente.

OTEMORDOSABIO

O temor do sábio dá continuidade à impressionante história de Kvothe, o Arcano, o Sem-Sangue, o Matador do Rei.
Quando é aconselhado a abandonar seus estudos na Universidade por um período, por causa de sua rivalidade com um membro da nobreza local, Kvothe é obrigado a tentar a vida em outras paragens.
Em busca de um patrocinador para sua música, viaja mais de mil quilômetros até Vintas. Lá, é rapidamente envolvido na política da corte. Enquanto tenta cair nas graças de um nobre poderoso, Kvothe usa sua habilidade de arcanista para impedir que ele seja envenenado e lidera um grupo de mercenários pela floresta, a fim de combater um bando de ladrões perigosos.
Ao longo do caminho, tem um encontro fantástico com Feluriana, uma criatura encantada à qual nenhum homem jamais pôde resistir ou sobreviver – até agora. Kvothe também conhece um guerreiro ademriano que o leva a sua terra, um lugar de costumes muito diferentes, onde vai aprender a lutar como poucos.
Enquanto persiste em sua busca de respostas sobre o Chandriano, o grupo de criaturas demoníacas responsável pela morte de seus pais, Kvothe percebe como a vida pode ser difícil quando um homem se torna uma lenda de seu próprio tempo.
ACASADOLAGO

A casa da família Edevane está pronta para a aguardada festa do solstício de 1933. Alice, uma jovem e promissora escritora, tem ainda mais motivos para comemorar: ela não só criou um desfecho surpreendente para seu primeiro livro como está secretamente apaixonada. Porém, à meia-noite, enquanto os fogos de artifício iluminam o céu, os Edevanes sofrem uma perda devastadora que os leva a deixar a mansão para sempre.
Setenta anos depois, após um caso problemático, a detetive Sadie Sparrow é obrigada a tirar uma licença e se retira para o chalé do avô na Cornualha. Certo dia, ela se depara com uma casa abandonada rodeada por um bosque e descobre a história de um bebê que desapareceu sem deixar rastros.
A investigação fará com que seu caminho se encontre com o de uma famosa escritora policial. Já uma senhora, Alice Edevane trama a vida de forma tão perfeita quanto seus livros, até que a detetive surge para fazer perguntas sobre o seu passado, procurando desencavar uma complexa rede de segredos de que Alice sempre tentou fugir.
Em A Casa do Lago, Kate Morton guia o leitor pelos meandros da memória e da dissimulação, não o deixando entrever nem por um momento o desenlace desta história encantadora e melancólica.

Bom essas foram as minhas compras em livrarias no ultimo mês, eu só queria compartilhar mesmo esse livro que eu achei interessante e eu prometo que já já tem resenha deles por aqui ok? Quem tiver alguma dica pra eu aumentar a pilha me deixa aqui nos comentários que eu vou gostar de saber e até o próximo post!

5 Motivos para ver GLOW!

Quando eu vi há alguns meses atras uma matérias dizendo que a Netflix iria produzir uma serie chamada GLOW sobre luta livre entre mulheres eu pensei “hmm acho que finalmente eles foram longe demais dessa vez…” bom acontece que no ultimo dia 23 a serie teve sua estreia e eu não sei por que eu decidi assistir, mas eu não me arrependi.

GLOW
netflix.com

As Minas- A primeira cena de Glow é uma das coisas mais geniais que eu já vi, um alfinetada na forma machista como as mulheres são tradas e é muito legal ver mulheres tão diferentes trabalhando juntas mesmo que cada uma delas esteja seguindo um objetivo diferente. É muito girl power!

Os anos 80- Bom a historia toda se passa nos anos 80, que foi uma época em que a luta livre esteve bem em alta, então é muito legal ver Los Angeles naquela época com os carros, os penteados, as gírias, as pessoas de uma forma geral, mas acho que o melhor de tudo isso são os figurinos é tão montado que dá até gosto de ver!

Elencão- Eu conhecia pouco do elenco, mas gostei de que vi é claro que o grande destaque á Alison Brie que interpreta a nossa protagonista que é uma atriz “meia boca” e Alison é tão talentosa que faz a personagem realmente parecer uma atriz meio bolachona sabe? Eu só senti falta de explorar mais o elenco tão rico de talento mas dá pra entender já que são 13 lutadoras e muitas delas são personagens estereotipadas então é difícil mostrar todas alem da superfície, mas ainda assim vale a pena.

Coreografias- Como fazer parecer real sem se machucar (muito) eu não sei, da pra ver pelo treinamento que elas levaram a coisa a serio, mas é claro que também dá pra ver que é de mentirinha sabe? Parece que eles fizeram toda a coreografia para parecer uma falsa luta que tenha que parecer real mas ainda assim tem que dar pra ver que é falsa como em toda luta livre entende? Ahahah eu sei parece confuso mas na hora de assistir vocês vão entender.

Os anos 80 (de novo!)- Ok eu sei que já falei de como a parte visual da série foi bem feita e tudo mais, mas gente a melhor coisa de ter uma serie que se passa nessa época é: a trilha sonora. Eu AMO as musicas dessa década amo muito e não tinha como deixa esse tópico de fora, as musicas foram muito bem selecionadas e vale a pena relembrar algumas. ❤

Bom acabamos por aqui, e eu espero de coração ter convencido alguém ahaha então até o próximo post! 😉